You are currently viewing Autorresponsabilidade: Você pratica?

Autorresponsabilidade: Você pratica?

Você sabe o que é autorresponsabilidade?

Segundo Paulo Vieira – e compartilho piamente de sua opinião – “é a crença de que você é o único responsável pela vida que tem levado e sendo assim, é o único que pode mudá-la”, ou seja, você é exclusivamente senhor dos seus atos e das consequências geradas por eles.

Na minha crônica de hoje, quero trazer pra vocês um fato onde fica muito claro quando a pessoa transfere para o outro uma responsabilidade que é só sua, então vamos ao caso:

Junto com meu marido, tenho uma Agência de Comunicação e Marketing.

Fechamos em julho um contrato de criação de site. Para a execução do referido trabalho, é preciso que a cliente envie fotos e as informações que serão inseridas.

Coube a nós, a criação de 4 textos para o Blog do site. Fizemos três, restando apenas um a concluir.

Acontece, que após inúmeros contatos solicitando o material, e sem resposta, decidimos esta semana, fazer o layout com fotos de banco de imagens.

A informamos que o site estava no ar e que ela deveria verificar o layout para depois substituirmos pelas fotos do seu trabalho.

O fato curioso é que esta semana o terceiro cheque referente ao pagamento do serviço voltou sem fundos e hoje ela envia um áudio – infelizmente as pessoas perderam o hábito de falar ao telefone – questionando que só colocamos o site no ar porque seu cheque voltou e nos responsabilizou pela demora em ficar pronto e que seu sócio está desmotivado por causa do atraso.

Detalhe: no áudio só consta a reclamação e em nenhum momento ela fala se revisou o site e as matérias.

Aí eu pergunto: como se coloca um site no ar com fotos fakes, sem material nenhum da cliente?

Ficou claro que ela quis transferir para nós a responsabilidade pelo site não estar pronto, e quem sabe até mesmo justificar o cheque sem fundos.

O fato é que, enquanto as pessoas não se autorresponsabilizarem pelas suas ações ou falta delas, continuarão a imputar nos outros os seus fracassos.

Poucos são os que reconhecem suas falhas e erros. Acham que é mais fácil se comportar e pensar assim:

– “Meu site não está pronto porque não priorizei e separei um tempo do meu dia para selecionar as fotos que serão inseridas e enviar para a Agência.”

– “Não dei a devida importância a criação do meu site e por isso ele ainda não está no ar.”

– “Independente do site ainda não estar pronto, tenho que me preocupar em honrar o pagamento, pois a Agência está fazendo a parte dela, ou seja, me cobrando o envio do material e fazendo as matérias que foram combinadas.”

Pare de dar desculpas como se fossem explicações e assuma sua autorresponsabilidade.

Para isso acontecer, você precisa agir, mudando suas palavras, comportamentos e pensamentos.

As pessoas que conquistam o que querem, não culpam as circunstâncias, as outras pessoas e o destino, ao contrário, assumem a responsabilidade pelos possíveis resultados negativos e ainda se perguntam: “o que devo fazer de diferente para que da próxima vez eu obtenha resultados melhores e mais satisfatórios?”

Fica a dica para reflexão e até a próxima.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Deixe um comentário